quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Confronto: DEUS x PECADO (2º round) - A atitude de Jesus

E Jesus, legítimo homem e pleno Deus, de que maneira Ele agiu em relação a isso?
De que lado Cristo ficou no meio desse CONFRONTO?

É uma resposta óbvia (e até desnecessária), pois Cristo, sendo o próprio Deus e igualmente Santo, também não tem nenhuma comunhão com o pecado (Salmos 16:10). Da mesma forma nós devemos agir, já que temos uma ordem expressa:
“(...) Sede santos, porque eu sou santo.” I Pedro 1:16
Mas, ainda em relação ao CONFRONTO “DEUS x PECADO”, é interessante notar algumas ATITUDES DE JESUS.

No seu ministério, a preocupação primordial de Jesus era ensinar as pessoas. Depois dos longos sermões é que vinham os milagres, sinais, boas obras, etc. Mas o principal era o Evangelho do Reino de Deus, que era pregado sem “arrodeios”. Seu objetivo era dizer a verdade, mesmo que para os homens isso fosse duro de aceitar. Ele confrontava o pecado.

Veja como Jesus foi claro e objetivo em João 14:6:

“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”
Sem deixar margem para questionamentos, Ele disse “na lata” pra quem quisesse ouvir que só Ele pode nos ligar de novo com Deus.

E note como Jesus foi bem duro e direto com os seus discípulos em Mateus 16: 24:

“(...) Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me;”
Ele não estava nem um pouco preocupado em “passar a mão na cabecinha” de ninguém, mas “descia o chicote” quando era preciso, mesmo sabendo que com isso muitos deixariam de segui-lo.

E com Nicodemos então? Este era um fariseu, príncipe dos judeus, e certa noite foi ter com Jesus. De forma inesperada, Nicodemos desatou-se em elogios ao Mestre, declarando inclusive sua crença em Jesus como sendo o enviado de Deus (coisa que judeu nenhum aceitava). Mas Jesus preferiu dizer a verdade a ele e apontar o erro, mesmo que Nicodemos não fosse gostar de ser confrontado. Jesus lhe disse:

“(...) Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3:3
Crer que Jesus existe, que Ele é vindo de Deus, acreditar nos Seus sinais, chegar-se a Ele com respeito e humildade, nada disso é suficiente para ter a vida eterna. É preciso NASCER DE NOVO. Foi isso que Jesus disse a Nicodemos e o que ele continua a nos dizer hoje.

As multidões gostavam de ser consideradas seguidoras de Jesus quando Ele lhes enchia o estômago de pão e de peixe; porém, quando Ele começava a falar acerca das verdadeiras qualidades espirituais do reino de Deus e do sacrifício necessário para serem alcançadas (João 6:25-29), houve a ocasião em que muitos de Seus próprios discípulos “(...) o abandonaram e já não andavam com ele” (João 6:66). Segundo eles mesmos declararam: “(...) duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (João 6:60). O mais surpreendente de tudo é que Jesus não saiu correndo atrás deles, para tentar trazê-los de volta ao rol de membros de Seus seguidores. Ele estava treinando lideres para o reino; e, se estes tivessem de ser vasos úteis para o serviço, teriam de pagar o preço.”
Trecho retirado do livro PLANO MESTRE DE EVANGELIZAÇÃO - Robert E. Coleman

O exemplo de Jesus nos ensina como devemos AGIR em relação ao pecado, e como devemos REAGIR ao sermos confrontados.


Em Cristo,
Débora Silva Costa.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Confronto: DEUS x PECADO (1º round)




Quem nunca foi humilhado publicamente por alguma falha cometida?
Quem nunca sentiu na pele a dor de ter o seu erro "esfregado na cara"?
Para o ser humano essa é uma das piores sensações, pois a sua natureza não tolera ser confrontada.
Mas existe um CONFRONTO real e inevitável dentro de cada ser humano: é a guerra entre Deus e o pecado.
“mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus (...)” Isaías 59:2a

PECADO
O pecado já se faz presente na natureza de todo ser humano, pois:
”assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram.” Romanos 5:12

O pecado confronta Deus pelo simples fato de Ele ser Santo e que não pode unir-se à iniqüidade.
“(...) nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.” Salmos 16:10

VERSUS

DEUS

Deus se faz presente através da consciência (Romanos 2:14, 15) na vida daqueles homens que nunca ouviram o Evangelho, ou mesmo nos que ouviram e o rejeitaram. E nos homens que ouviram o Evangelho e o aceitaram, o Espírito Santo de Deus habita corporalmente. Nesses últimos, a luta entre Deus e o pecado é ainda mais intensa.
Deus confronta o pecador com a Sua Palavra:
“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. (...) Mateus 6:24a.

Deus está claramente nos dizendo:"Escolha! Ou Eu, ou o pecado! Você não pode ficar ‘em cima do muro’!"
***

E em meio a esse fogo cruzado VOCÊ está sendo convocado a decidir de qual lado vai ficar.
E aí, a quem pertence o seu coração?
Quem reina em sua vida?
Deus ou o pecado?
Decida-se.

Em Cristo,
Débora Silva Costa.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Ajustando-se aos pensamentos de Deus

Muitas pessoas acreditam que suas práticas são corretas só porque estas estão de acordo com as suas próprias convicções, seus pensamentos e com os seus modelos de vida. Elas seguem a voz do coração. Mas a Bíblia, como padrão divino de conduta, nos diz o contrário:

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer? Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração (...)” Jeremias 17: 9, 10a

Existe um ditado popular que diz: “A voz do povo é a voz de Deus”. Bom, isso é o que o povo diz... Mas o que será que Deus acha? Segundo a Sua Palavra, esse ditado é incorreto:

Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” Isaías 55: 8, 9
Se nem os pensamentos de Deus e do homem são semelhantes, quanto mais as suas palavras e ações?

O homem jamais deve colocar os seus pensamentos acima dos pensamentos de Deus. O homem deve ajustar-se aos pensamentos de Deus, e não é Deus que deve ajustar-se às convicções humanas.

Sabe por que hoje existem tantas religiões? Porque o homem não está tão preocupado em moldar-se aos pensamentos de Deus. Ele procura então uma “igreja” que possa adequar-se aos seus próprios pensamentos. Mas a verdadeira Igreja de Cristo não pode (e não vai) mudar o seu real sentido, que é agradar e servir a Deus e não a homens.

Então, diante de todas essas coisas, quais são os pensamentos de Deus aos quais devemos ser ajustados?

1. Deus quer que você deixe de lado seus pensamentos, convicções, ideologias, modismos, filosofias, superstições, tradições, e todas as outras (in)certezas que você tem e que vão contra os ensinamentos de Cristo.
2. Deus quer que você aceite os pensamentos dEle a respeito da sua SALVAÇÃO.
3. Já tendo sido salvo, Deus dá as instruções de como deve ser os seus pensamentos:

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” Filipenses 4:8

Para refletir:
* Estamos dispostos a acatar os pensamentos de Deus e nos ajustar a eles?
* Ou preferimos continuar nas nossas convicções que nos levam para a perdição?

Lembre-se:
SALVAÇÃO implica renúncia e mudança de vida.

“Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar.”
Isaías 55:7
Em Cristo,
Débora Silva Costa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...