quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Confronto: DEUS x PECADO (2º round) - A atitude de Jesus

E Jesus, legítimo homem e pleno Deus, de que maneira Ele agiu em relação a isso?
De que lado Cristo ficou no meio desse CONFRONTO?

É uma resposta óbvia (e até desnecessária), pois Cristo, sendo o próprio Deus e igualmente Santo, também não tem nenhuma comunhão com o pecado (Salmos 16:10). Da mesma forma nós devemos agir, já que temos uma ordem expressa:
“(...) Sede santos, porque eu sou santo.” I Pedro 1:16
Mas, ainda em relação ao CONFRONTO “DEUS x PECADO”, é interessante notar algumas ATITUDES DE JESUS.

No seu ministério, a preocupação primordial de Jesus era ensinar as pessoas. Depois dos longos sermões é que vinham os milagres, sinais, boas obras, etc. Mas o principal era o Evangelho do Reino de Deus, que era pregado sem “arrodeios”. Seu objetivo era dizer a verdade, mesmo que para os homens isso fosse duro de aceitar. Ele confrontava o pecado.

Veja como Jesus foi claro e objetivo em João 14:6:

“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”
Sem deixar margem para questionamentos, Ele disse “na lata” pra quem quisesse ouvir que só Ele pode nos ligar de novo com Deus.

E note como Jesus foi bem duro e direto com os seus discípulos em Mateus 16: 24:

“(...) Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me;”
Ele não estava nem um pouco preocupado em “passar a mão na cabecinha” de ninguém, mas “descia o chicote” quando era preciso, mesmo sabendo que com isso muitos deixariam de segui-lo.

E com Nicodemos então? Este era um fariseu, príncipe dos judeus, e certa noite foi ter com Jesus. De forma inesperada, Nicodemos desatou-se em elogios ao Mestre, declarando inclusive sua crença em Jesus como sendo o enviado de Deus (coisa que judeu nenhum aceitava). Mas Jesus preferiu dizer a verdade a ele e apontar o erro, mesmo que Nicodemos não fosse gostar de ser confrontado. Jesus lhe disse:

“(...) Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3:3
Crer que Jesus existe, que Ele é vindo de Deus, acreditar nos Seus sinais, chegar-se a Ele com respeito e humildade, nada disso é suficiente para ter a vida eterna. É preciso NASCER DE NOVO. Foi isso que Jesus disse a Nicodemos e o que ele continua a nos dizer hoje.

As multidões gostavam de ser consideradas seguidoras de Jesus quando Ele lhes enchia o estômago de pão e de peixe; porém, quando Ele começava a falar acerca das verdadeiras qualidades espirituais do reino de Deus e do sacrifício necessário para serem alcançadas (João 6:25-29), houve a ocasião em que muitos de Seus próprios discípulos “(...) o abandonaram e já não andavam com ele” (João 6:66). Segundo eles mesmos declararam: “(...) duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (João 6:60). O mais surpreendente de tudo é que Jesus não saiu correndo atrás deles, para tentar trazê-los de volta ao rol de membros de Seus seguidores. Ele estava treinando lideres para o reino; e, se estes tivessem de ser vasos úteis para o serviço, teriam de pagar o preço.”
Trecho retirado do livro PLANO MESTRE DE EVANGELIZAÇÃO - Robert E. Coleman

O exemplo de Jesus nos ensina como devemos AGIR em relação ao pecado, e como devemos REAGIR ao sermos confrontados.


Em Cristo,
Débora Silva Costa.

2 comentários:

  1. Olá Pedro,Débora e Patrick! Obrigado pela charge que me enviaram para o Veshame. Grande abraço e continuem firmes na missão de adorar o Senhor através de suas vidas.

    ResponderExcluir
  2. Nós é que agradecemos, João Paulo, pois nossas vidas têm sido muito edificadas através do seu Blog. Parabéns pelo 1º ano de Veshame Gospel e que venham muitos outros pela frente.

    Em Cristo,
    Débora Silva Costa.
    http://ferazao-bang.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não necessariamente refletem a opinião dos autores dos textos ou do blog. Não serão aceitos comentários anônimos, por favor, identifique-se.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...