quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Que ironia da História!!!

“Cem anos depois de minha morte
não haverá mais cristãos,
não haverá mais Bíblias,
não haverá mais a Palavra de Deus,
e desaparecerá definitivamente
toda memória de Cristo e seus ensinamentos...”

disse Voltaire, filósofo francês há quase duzentos e cinquenta anos atrás



Voltaire, o famoso filósofo francês, ateu declarado (seguidor de Aristóteles) e crítico do Cristianismo, morreu em 1778. Antes de morrer, Voltaire afirmou que, com o desenvolvimento das ciências, a Bíblia e a fé cristã não teriam qualquer aceitação daí a cem anos. Que não haveria nenhuma Bíblia na terra senão nas prateleiras, vitrinas e amostras de museus, para ser investigada (procurada) por algum curioso em antiguidades, passando à história.

Mas aconteceu que quem passou à história foi Voltaire, visto que a circulação da Bíblia continua a aumentar em quase todas as partes do mundo, levando bênçãos aonde quer que vá. No centésimo aniversário dessa afirmação, a Sociedade Bíblica de Genebra comprou a editora e a casa que tinham pertencido a Voltaire, transformando-as num enorme depósito de distribuição e de impressão de Bíblias! Mais tarde aquela mesma casa tornou-se a sede da filial de Paris, da Sociedade Bíblica Britânica e Internacional, a qual distribui Bíblias em toda a Europa!

Que ironia da história!

Alguém já expressou com muita propriedade "É mais fácil empregar os nossos esforços para interromper a trajetória do sol, do que tentar interromper a circulação da Bíblia".

Voltaire não conhecia a Bíblia, pois ela diz: "Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão" Mateus 24:35

Duzentos e seis anos depois de Voltaire, o presidente dos Estados Unidos viria a declarar o ano de 1983 "O Ano da Bíblia". O que teria levado o presidente da nação mais poderosa da Terra a proclamar a Bíblia como a principal fonte do conhecimento humano?

Foi também curiosa a atitude de Voltaire que nunca queria arrendar as suas terras, senão a rendeiros cristãos, porque segundo afirmava, os rendeiros cristãos eram honestos nas suas contas. Sem comentários!!!!

Milhões de pessoas ainda procuram uma fonte fidedigna de autoridade. Descobriram que não podem confiar em tratados entre nações, nem nas declarações dos cientistas; mesmo os grandes líderes religiosos estão frequentemente errados. A Bíblia – a Palavra de Deus – é a única autoridade definitiva que possuímos. Comprovada ao longo de séculos, a Bíblia derrama luz sobre a natureza humana, sobre os problemas da humanidade e o sofrimento que aflige o homem. Além disso, ela revela claramente o caminho para Deus. A Bíblia é Deus a revelar-se à humanidade.

Billy Graham tem razão ao afirmar, em relação à Bíblia:

"A Bíblia é um livro antigo e, no entanto, é sempre nova. É o livro mais moderno do mundo. Existe, em geral, uma ideia errada de que um livro tão antigo como a Bíblia não pode falar às necessidades do homem moderno. Por alguma razão os homens pensam que, numa era de realizações científicas, em que o conhecimento alcançado em 25 anos é superior ao que se alcançou ao longo de todos os séculos da história da Humanidade, este Livro tão antigo tem que estar desatualizado e ultrapassado. No entanto, para todos os que a lêem e a amam, a Bíblia é extremamente relevante para a nossa geração. É nas Escrituras Sagradas que encontramos as respostas para as perguntas fundamentais da vida: De onde vim eu? Porque estou aqui? Para onde vou? Qual é o propósito da minha existência?"

A Bíblia é a revelação escrita, que Deus nos deixou, da Sua vontade em relação ao homem e ao universo – em especial sobre o Filho de Deus, Jesus Cristo. [...] A mensagem central da Bíblia é a cruz de Jesus Cristo. Cada livro da Bíblia ou aponta para o futuro, indicando a vinda de Jesus, ou aponta em retrospectiva para a sua obra redentora no Calvário.

"Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em entender, e em me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço benevolência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor." Jeremias 9:23,24


Retirado de: JESUS PRA MIM

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Reformatação


Meu computador não é dos mais modernos, mas tem sido bastante útil. Nos últimos meses, no entanto, ele tem me dado muita dor de cabeça. Demooooora a ligar, abre janelas de erro, impede o funcionamento de alguns programas, apaga outros, modifica minhas configurações, trava bastante, é muito lento, uma briga pra abrir os arquivos, sem falar que atrapalha até o funcionamento da internet, que passa mais tempo caída do que de pé! Affff... Haja paciência!!! É teste pra cardíaco! kkkk...

Prometi pra mim mesma que nessas férias iria buscar urgentemente fazer uma formatação no disco rígido do meu PC, pois o problema eu já sei qual é, não é necessário ser uma técnica pra diagnosticar: VÍRUS! E do jeito que meu computador (não) anda, deve ser uma legião deles! rsrs... Mas a minha preguiça e conformismo me impedem de ir atrás de um técnico que possa avaliar a dimensão dos estragos e dar a devida solução. Mais do que isso: o que realmente me impede de buscar um profissional especializado é já ter a consciência de que terei de sacrificar meus arquivos, "matar" meus programas contaminados. Ah, como dói! Tanto trabalho pra instalar e agora vai tudo embora por causa do maldito vírus.

Os computadores às vezes se comportam quase como nós, não é?

Pelo menos o meu PC parece bastante comigo. Não por ser magrinho, pequeno e chato! rsrsrs... Mas porque eu sempre achei que o meu programa de vida era excelente. Eu vivia como o apóstolo Paulo a.C. (antes de Cristo): bem informado sobre Deus, super religioso, rigoroso, zeloso, uma vida aparentemente correta... Mas sem o (antivírus) perdão de Cristo isso tudo era desperdício. Estava tudo contaminado pelo (vírus) pecado! Este desvia a nossa atenção de Deus e a desvia para nós mesmos. Achamos que somos o centro do mundo. A solução é drástica: só (for)matando, eliminando (os programas contaminados) o velho homem, e substituindo por (novos programas originais) uma nova criatura, em Deus.

Foi aí que tive que recorrer a(o técnico) Jesus, antes que fosse tarde demais e meu (disco rígido) coração virasse sucata. O mais incrível de tudo foi que eu não o procurei, nem pedi, pois eu nem sequer me dei conta de que tinha um problema. Ele me surpreendeu, veio até mim e pediu pra consertar meu (computador) viver, e o melhor de tudo: custo zero, tudo por conta do (fabricante) Pai! Foi uma oferta irresistível, não hesitei, entreguei em suas mãos e ele executou com precisão e eficiência a (formatação) salvação.

Ah, mas não foi fácil! Como doeu! Foi humilhante, constrangedor ter que (apagar todos os arquivos) morrer para o mundo e para o pecado. É por isso que muita gente (como eu) ainda insiste em “dar um jeitinho” pra não ter que apelar pra (formatação) conversão, pois sabe que terá de renunciar muitas coisas que gosta. (Mateus 16:24; Marcos 8:34; Lucas 9:23)

Mas a palavra de Deus nos trás uma maravilhosa promessa:

Ora, se já morremos com Cristo,
cremos que também com ele viveremos.”

(Romanos 6:8)

Ou seja, se reconhecermos que os nossos (arquivos) valores, por melhores que pareçam, estão contaminados e precisam ser radicalmente substituídos, ele instalará em nós (um programa) uma vida totalmente livre do (vírus) pecado. Vale a pena!!!


E então???
Vai continuar tentando manejar o vírus como eu faço com meu PC e como já fiz com o pecado em minha vida, ou vai resolver essa questão de uma vez?

Lembre-se:
Para vírus e pecado a solução é apenas uma: SÓ MATANDO!
Vida de verdade? SÓ RESSUCITANDO COM JESUS!


"Tem que morrer pra renascer."
("Pra Renascer", Stênio Marcius)


Em Cristo,
Débora Silva Costa.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Poema "Humilhai-vos!"

Para conferir o texto, clique aqui. Poema apresentado na Noite de Talentos da UMBREC (União das Mocidades Batistas Regulares do Cariri) em 05/02/2011. Autoria de Débora Silva Costa, novembro/dezembro de 2009.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

"ELO"

Bela canção de Carlos Sider
Sugestão da minha grande amiga Jucy Ferreira de Brito


Não se conhece
sem
experimentar,
sem ir em frente,
obstinado em
ousar.

É prepotência,
auto-suficiência.

Alguém já disse que
quem desdenha quer comprar.

O fato é que a gente nasce assim,
com um vazio
e uma saudade sem fim
do Criador,
de quem nos fez, afinal.

Negue a isso e enfrente
a cruz
ou o punhal.

Não adianta procurá-lo em
chavões,

filosofias,
ritos,
mitos,
instituições,
nem procurá-lo no
madeiro hostil.


O Salvador que você anseia já ressurgiu!

Nem vá chama-lo por um
nome qualquer,

nem vê-lo em
planta,

bicho,
santos,
homem
ou mulher.

Ele é Deus,
queira você,
queira não,
e não há outro caminho
que nos dê salvação.


É bem mais fácil
não se comprometer,
fazer de conta que
não escuta,
fala,
nem se vê,
filosofar,
poetizar,
ser ateu.

E a verdade é que
nem tudo nos leva a Deus.

Se não der chance,
mergulhar num instante.

Negar seu toque
é ver o mar de um mirante.

Sentir Jesus
é molhar os pés,
é pegar a onda.


Ele é o ELOpra quem do Pai está distante.

Não adianta procurá-lo em
chavões,

filosofias,
ritos,
mitos,
instituições,
nem procurá-lo no
madeiro hostil.


O Salvador que você anseia já ressurgiu!

Nem vá chama-lo por um
nome qualquer,

nem vê-lo em
planta,

bicho,
João,
Maria
ou José.

Ele é Deus,
queira você,
queira não,
e não há outro caminho
que nos dê salvação.

sábado, 11 de dezembro de 2010

"Eu sinto a falta Dele."


Charles Templeton, que se define como “ateu convicto”, havia sido um grande evangelista no passado, companheiro de cruzada de Billy Graham. Após ouvir de Templeton as diversas razões pelas quais ele havia decidido negar a Deus em nome do ateísmo, o jornalista Lee Strobel perguntou-lhe:

– E Jesus? O que Jesus representa para o senhor?

Ouvir o nome de Cristo foi demais para o já ancião e ex-pregador do Evangelho.
Sem conseguir controlar as lágrimas, ele respondeu:

– Eu sinto a falta Dele.

* * *

[Episódio do livro "Em Defesa da Fé", de Lee Strooble, encontrado no Blog Púlpito Cristão. Terminei de ler recentemente "Em defesa de Cristo", onde ele, enquanto jornalista experiente e cético, investiga as provas da existência de Jesus e se vê encurralado diante do constrangedor amor de Cristo. Ao contrário de Templetom, ele era ateu e agora, graças Deus, encontrou a salvação, tornando-se pastor. Recomendo a todos! É uma ótima leitura!]

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

E se...?

Composição de Stênio Marcius
Para ver o vídeo da música, clique aqui.


A figueira não floresce,
não há fruto na videira,

o produto da oliveira mente,

rios e campos não produzem,
o curral está vazio,

o aprisco está deserto.


Tudo isso se passando,
e o profeta,
mesmo assim,
vai se alegrando em Deus.


Mas, E SE fosse comigo?
PRA QUÊ mesmo que eu vivo?
ONDE está minha alegria?

E SE a dor for minha sina,
SERÁ que ainda faço rima,

canto alegre a melodia?


E SE eu perdesse tudo,
SERÁ que, contudo,
me alegraria em Deus?


Eu quero SER,
não quero TER.


Eu quero CRER,
não quero VER.


Que minha alegria
seja tão somente
me lembrar de Ti,
meu Deus!


VIVER,
e só de Ti viver.

MORRER,
ansioso por te ver.


É A MINHA ORAÇÃO,
É ASSIM QUE EU QUERIA SER.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Onde fica o WC?


Costumamos pensar que WC significa em inglês water closet, ou banheiro. Depois desta, é bom que tomemos um cuidado extra, para não incorrermos num problema de entendimento como este.

Uma família inglesa, visitando num final de semana uma região pitoresca da França, notou que havia uma casa para alugar. Tendo todos gostado da casa, combinaram com o proprietário alugá-la para passarem as próximas férias. De volta à Inglaterra, iniciaram os planos e preparativos para a viagem.

Enquanto discutiam a localização dos cômodos, o filho mais novo perguntou onde se situava o banheiro. Como nenhum membro da família soube responder, a mãe enviou uma mensagem de correio eletrônico ao proprietário, solicitando informações:

"Caro Senhor,Em nome da família que aí esteve a semana passada e alugou sua casa, solicito informar qual a exata localização do WC."

O proprietário, pensando significar WC a abreviatura da Capela da Seita Inglesa White Chapel, respondeu:


"Prezada Senhora,

Recebi sua carta e tenho o prazer de informar que se encontra a dez quilômetros da casa o local a que a senhora se refere. Isso é bastante cômodo, principalmente se a família tem o hábito de freqüentá-lo periodicamente. Quando para lá se dirigirem, é importante levar comida para permanecer o dia todo.

Alguns costumam ir a pé, outros de bicicleta ou moto. Há lugar para quatrocentas pessoas sentadas e mais cinqüenta em pé. Existe ar condicionado, que sempre funciona. Os assentos são de veludo (é bom chegar cedo, a fim de conseguir um lugar para sentar). As crianças ficam ao lado dos pais e todos cantam hinos de agradecimento ao momento tão glorioso.

À entrada, é fornecida uma folha de papel para cada um, mas quem por acaso chegar atrasado poderá usar a folha do vizinho. A folha deve ser devolvida na saída, pois será utilizada durante todo o mês. Tudo que for recolhido será entregue às crianças e pessoas pobres da região. Existem fotógrafos que tiram flagrantes para os jornais da cidade.

Boas Férias."


[Texto sugerido por minha grande amiga Aline Brito.]

Em Cristo,
Débora Silva Costa.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

10 dicas para fazer sua igreja fracassar


1. Não freqüente a Igreja, e, quando for lá, procure algo para reclamar.

2. Se comparecer a qualquer atividade, encontre falhas no trabalho de quem está lutando pela obra de Deus, entretanto, sem indicar o caminho para corrigir as mesmas.

3. Nunca aceite incumbência, lembre-se de que e mais fácil criticar do que realizar.

4. Se os líderes pedirem a sua opinião sobre o assunto, responda que não tem nada a dizer. Depois espalhe como deveriam ser as coisas.

5. Não faça mais do que somente o necessário. Porém, quando os líderes estiverem trabalhando com boa vontade e com interesse para que tudo corra bem, afirme que sua Igreja esta dominada por um grupinho.

6. Não leia os cartazes no mural da Igreja, muito menos ouça os avisos. Afirme que ambos não trazem nada de interessante, e, melhor ainda, diga que não os recebe regularmente.

7. Se for convidado para um departamento qualquer, recuse alegando falta de tempo e depois critique com afirmações do tipo: "Essa turma quer é ficar sempre nos mesmos cargos!”

8. Quando tiver divergência com um líder, procure com toda intensidade impor-se. Coloque-se sempre na posição defensiva ou de ataque.

9. Sugira, insista e cobre a realização de cursos, palestras e novas programações. No entanto, quando a Igreja realizá-los, não se inscreva nem compareça.

10. Se tiver oportunidade de dar sugestões, não o faça. Se a liderança não adivinhar as suas idéias e pontos de vistas, critique e espalhe a todos que é sistematicamente ignorado.


Após toda essa colaboração espontânea, quando cessarem as publicações, as reuniões e todas as demais atividades, enfim, quando a Igreja morrer, estufe o peito e afirme com orgulho: “Eu não disse?”.


Fonte: BOLETIM INFORMATIVO ANO IV - No. 46 - Jan. /2009 da Primeira Igreja Batista Regular de Crato.

Em Cristo,
Débora Silva Costa.

domingo, 12 de setembro de 2010

VCC: "Vai, Cristo chama" ou "Vai cortar cana"?

Conta-se que certo caipira estava no seu trabalho rotineiro, num canavial, quando, de repente, viu brilhar no céu:
Muito religioso, o caipira julgou que aquelas letras significavam: “Vai Cristo Chama”. Fiel à visão correu ao pastor de sua Igreja e contou-lhe o ocorrido, concluindo que gostaria de devotar o restante de sua vida à pregação do evangelho. O pastor, surpreso diante do relato, disse:

– Mas para pregar o evangelho, é preciso conhecer a Bíblia. Você conhece a Bíblia o bastante para sair pelo mundo pregando a sua mensagem?

– Claro que sim! – Disse o caipira.

– E qual é a parte da Bíblia que você mais gosta e conhece?

– As parábolas de Jesus, principalmente a do bom samaritano.

– Então, conte-a!

– Pede o pastor, querendo conhecer o grau de conhecimento Bíblico do futuro pregador do evangelho.

O caipira começa a falar:

Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu entre os salteadores. E ele lhes disse: Varões irmãos, escutai-me: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. E entregou-lhes os seus bens, e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade. E partindo dali foi conduzido pelo Espírito ao deserto, e tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, teve fome, e os corvos lhes traziam alimento, pois alimentava-se de gafanhoto e mel silvestre. E sucedeu que indo ele andando, eis que um carro de fogo o ocultou da vista de todos. A rainha de Sabá viu isso e disse: “ Não me contaram nem a metade”. Depois disso, ele foi até a casa de Jezabel, a mãe dos filhos de Zebedeu, e disse: “ Tiveste cinco maridos, e o homem que agora tens, não é teu marido”. E olhando ao longe, viu a Zaqueu pendurado pelos cabelos numa árvore e disse: “ Desce daí, pois hoje almoçarei na tua casa”. “Que comeremos?”, pois o vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas essas coisas. “E todos os que o ouviram se admiraram da sua doutrina”.

O caipira, entusiasmado, olhou para o pastor e perguntou:

– E então, estou pronto para pregar o evangelho?

– Responde o pastor:

– Olha, meu filho, eu acho que aquelas letras no céu não significam: “Vai Cristo Chama”. Antes, deveriam ser lidas: “Vai Cortar Cana”.

Autor: Desconhecido

MORAL DA ESTÓRIA: Um conhecimento superficial das Escrituras poderá causar danos irreversíveis ao ministério, caso o mestre não leve em conta os fatores fundamentais para uma boa interpretação Bíblica.


Em Cristo,
Débora Silva Costa.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

VII Congresso de Jovens - Mocidade Shekinah

Ei, psiu!É com você mesmo que eu estou falando!Você é JOVEM?te convida a participar do:

“Vigiai, pois, porque não sabeis o dia e nem a hora.”
Mateus 25:13


* Sub-temas:
13 - sábado - à noite: “Compreendendo o Arrebatamento”
14 - domingo - de manhã: “Compreendendo a Tribulação e as Bodas do Cordeiro”
14 - domingo - à noite: “Compreendendo a Prisão de Satanás e o Milênio”
15 - segunda - de manhã: “Compreendendo a Batalha do Armagedom”
15 - segunda - à noite: “Compreendendo a Eternidade”
* Preletor: Pastor Marcos Perin
* Data: 13 a 15 de novembro de 2010
* Local: Acampamento MEPE - Crato
* Inscrição: R$ 45,00
Período de inscrições: 1º de agosto a 31 de outubro
Formas de Pagamento: pessoalmente (com o Pr. Michel Borges ou com Débora Costa na Primeira Igreja Batista Regular de Crato) ou mediante depósito bancário na conta da igreja (Agência 0454-5 / Conta Corrente 17492-0 / Banco Bradesco). Quem optar pelo depósito deve avisar por telefone ao Pr. Michel ou à Débora e entregar o comprovante de depósito junto com a ficha de inscrição para garantir a vaga.
Obs.: O valor inclui KIT, camisa, alimentação (café da manhã, almoço e jantar), estada, transporte (ida e volta da Primeira Igreja até o Acampamento MEPE) e muito mais.
Não esqueça: Bíblia, rede ou colchonete, lençol, itens de higiene pessoal, tênis para esporte, roupas de frio, de banho (short para os rapazes, blusa e short para as moças) e remédios de uso pessoal contínuo.
* Vagas Limitadas: 100 pessoas
* Idade mínima: 13 anos (completos até dezembro deste ano)
* Mais informações: Pr. Michel Borges (9664-3903 / 8835-7933) e Débora Costa (9613-3786)


Contamos com participação dos jovens da sua igreja!!!


Em Cristo,
Débora Silva Costa (2ª secretária da Mocidade Shekinah)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Projeto "PÃO DA VIDA" - Levando alimento e uma palavra aos que necessitam.

Pacientes da Casa de Saúde Dr. Raimundo Bezerra, atendidos pelo Projeto “Pão da Vida”.


Todas as segundas-feiras, às 7h, a Primeira Igreja Batista Regular de Crato promove o Projeto “Pão da Vida”, que distribui café da manhã e mensagens evangelísticas aos pacientes de hospitais do Crato. O objetivo é levar o alimento básico para pessoas que vêm de outras cidades em busca de atendimento médico, já que a maioria sai muito cedo e não tem condições financeiras de tomar café antes das consultas. Além disso, o projeto entrega folhetos com versículos da Bíblia para evangelizar e, consequentemente, divulgar a Igreja.

O projeto existe desde fevereiro deste ano e foi criado pelo Pastor titular da Igreja, Ernandes de Sousa, atendendo imediatamente a dois hospitais: a Casa de Saúde Dr. Raimundo Bezerra (que fica em frente à Igreja) e ao Samdu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência). Participam da ação social em torno de dez voluntários, que às 6h reúnem-se para fazer o café e às 7h distribuí-lo aos pacientes.

Quanto ao público-alvo, o Pr. Michel Borges, 27 anos, afirma que “é diversificado, porque, como o pessoal vem para consultas, tem semanas que as mesmas pessoas estão aqui [no hospital Dr. Raimundo], ou não, dependendo de como o tratamento está sendo desenvolvido”. Os alimentos necessários para o café da manhã são: pão, manteiga, açúcar, café e leite, arrecadados por ofertas voluntárias dos irmãos da Igreja ou de amigos. Quem quiser fazer sua doação ou participar do projeto pode procurar qualquer um dos dois pastores da Igreja.


(Matéria feita com minha colega Camila de Sousa Brito no 1º semestre do curso de Comunicação Social - Jornalismo da UFC - Cariri, para a disciplina de Informática e Comunicação. Mais matérias: Blog ENformação)


Em Cristo,
Débora Silva Costa.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Quem sou eu? Nada sem Jesus!

"Miserável homem que eu sou!
quem me livrará do corpo desta morte?"
Romanos 7:24

"Ah! quão imperfeito sou!
Não sou o que desejo ser.

Abomino o que é mau

e anelo apegar-me ao que é bom.

Não sou
o que espero ser.

Logo me despirei da mortalidade e, com ela,
de todo pecado e imperfeição.

Embora não seja
o que devo ser,

o que desejo ser
e o que espero ser,
ainda posso dizer, em verdade, que
não sou o que fui outrora
,

escravo do pecado e de Satanás.

Posso, sinceramente,

unir-me ao apóstolo e reconhecer:
‘PELA GRAÇA DE DEUS,
SOU O QUE SOU

E A SUA GRAÇA PARA COMIGO
NÃO FOI VÃ...’

(I Co 15:10a)

John Newton


Em Cristo,
Débora Silva Costa

domingo, 29 de agosto de 2010

Casamento

Recebi este comovente texto de uma amiga por e-mail. Resolvi postá-lo aqui no blog e espero que através dele casamentos possam ser salvos. É um texto grande, mas muito interessante!


Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.

Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para preparar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.

Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício à felicidade, mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam
que estavam
tão perto do sucesso e preferiram desistir.

UM CASAMENTO CENTRADO EM CRISTO
É UM CASAMENTO QUE DURA UMA VIDA TODA.

Em Cristo,
Débora Silva Costa.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

SHEKINAH? O que é isso?

O que é?
Shekinah é proveniente do hebraico:
שכן Shakan = habitar
+
יה Yahh = Ja (Javé na forma reduzida)
=
שכניה Sh ̂ekanyah = habitação do Senhor

De onde vem?
O termo Shekinah é posterior à Bíblia. A partir do séc. XIII, os judeus cabalistas começaram a utilizar esta palavra na literatura rabínica com o sentido de glória.
Cabala é um sistema religioso-filosófico que investiga a natureza divina. É a vertente mística do judaísmo.

Shekinah = Glória?
Hoje em dia a palavra ainda é usada indicando a glória do Senhor. Mas esse significado é equivocado, já que glória em hebraico é Kavod (o peso da glória de Deus) e não Shekinah.
Essa tradução provavelmente surgiu de uma interpretação forçada:
habitação do Senhor --> presença do Senhor --> glória do Senhor.

Está na Bíblia?
A palavra Shekinah não aparece nos originais da Bíblia, escritos em grego e hebraico. Porém o conceito está no ensinamento de que Deus habita no meio do seu povo.
A variante mais próxima encontrada na Bíblia é Secanias (“o que habita com o SENHOR”), um personagem bíblico. Existem pelo menos quatro homens chamados Secanias na Bíblia.
Na Bíblia há somente “alusões” à Shekinah no meio do povo de Israel:

“E me farão um santuário, para que eu habite no meio deles.”
Êxodo 25:8

Habitarei no meio dos filhos de Israel, e serei o seu Deus”
Êxodo 29:45

Shekinah x Espírito Santo
Shekinah
; Do AT até Pentecostes -> Habitação Temporária -> Externa -> Local: Templo
Espírito Santo; Após Pentecostes -> Habitação Permanente -> Interna -> Local: Crente

E o que isso tem a ver comigo, enquanto crente?
A Shekinah (ou Espírito Santo):

* Salvou-nos (regenerou): "Não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo." Tito 3:5

* Santificou-nos (separa e torna santo): "Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade." 2 Tessaloniceses 2:13

* Selou-nos: "Em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa; o qual é o penhor da nossa herança, ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória." Efésios 1:13 e 14* Habita-nos plena e permanentemente: "Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?" 1 Coríntios 6:19

* Enche-nos, capacitando para o serviço: "E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito." Efésios 5:18

* Produz em nós frutos semelhantes aos de Cristo: "Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências." Gálatas 5:22 a 24
* Ilumina a nossa mente para compreendermos e aceitarmos as coisas de Cristo:
"Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, e sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente. (...) Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente." 1 Coríntios 2:11b, 12 e 14

* Intercede por nós: "Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos." Romanos 8:26 e 27

* Guia-nos: "Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus." Romanos 8:14

* Capacita-nos para o testemunho e o trabalho: "Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra." Atos 1:8

* Distribui dons espirituais a todos os crentes: "Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. (...) Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente." 1 Coríntios 12: 4, 7 e 11* Promove comunhão entre os crentes: "Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias." Filipenses 2:1

(Estudo feito para reunião da diretoria da Mocidade Shekinah - Primeira Igreja Batista Regular de Crato em 28 de fevereiro de 2010)


Em Cristo,
Débora Silva Costa
.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...