quinta-feira, 22 de setembro de 2011

De quanta fé você precisa para acreditar neste livro?



Este é o questionamento feito por Norman Geisler e Frank Turek já no prefácio de Não tenho fé suficiente para ser ateu (Editora Vida, 2004, 421 páginas), trazendo uma amostra do conteúdo e da proposta do livro. O objetivo central da obra é demonstrar a incoerência da visão de mundo ateísta e apresentar o cristianismo como a alternativa mais plausível.

O próprio título do livro já chama atenção por si só, despertando a curiosidade do leitor para conhecer e refletir sobre o tema. Os autores baseiam-se no argumento de que, para acreditar em algo, desde um livro como Não tenho fé suficiente para ser ateu até uma religião/visão de mundo, é preciso usar primeiramente a razão. Mas a lógica só é capaz de avaliar, não de explicar. Entra em cena a , para preencher as lacunas deixadas. A questão é: em qual sistema de crença é necessário empregar mais fé, por falta de provas racionais? Para Geisler e Turek, uma vez que alguém olha as provas, precisa ter mais fé para ser um não-cristão do que para ser um cristão.

Mas não é apenas o título: o livro também não deixa a desejar em nada. Os autores fizeram um trabalho brilhante, trazendo uma abordagem sistemática e meticulosa, que leva o leitor a passear por vários temas, começando pela filosofia, passando pela física, biologia e história, e culminando na teologia. Este livro foi escrito para refutar os principais argumentos anticristãos que os jovens encontram no ensino médio e nas universidades, mostrando que são fundamentados em premissas falsas ou na pressuposição de que a ciência, a filosofia e os estudos bíblicos são inimigos da fé cristã.

Geisler é doutor em Teologia pelo Seminário Teológico de Dallas, em Filosofia pela Loyola University e ensinou em universidades norte-americanas por mais de 50 anos. Ele é mais conhecido pela suas contribuições nas áreas de apologética (defesa da fé cristã), filosofia e calvinismo, sendo autor e co-autor de mais de 60 livros. Frank Turek possui dois mestrados e é doutor em Apologética pelo Southern Evangelical Seminary. Mesmo sendo dois escritores cristãos, isso não afeta a objetividade e a credibilidade do livro, pois eles baseiam seus argumentos em princípios filosóficos e em provas históricas e científicas, sem tocar, num primeiro momento, na questão da fé.

Geisler e Turek realmente cumprem o que prometem, fazendo as principais perguntas que pairam na mente das pessoas e respondendo a todas elas com clareza, lógica e habilidade. Eles desmontam as afirmações do relativismo moral, da pós-modernidade, do darwinismo, do materialismo, do ceticismo, e até do agnosticismo, que são as bases do pensamento ateu contemporâneo. E, por fim, mostram como o cristianismo responde questões que o ateísmo e outras religiões não são capazes de responder, usando raciocínio direto, lógico e conciso. De quebra, ainda dão dicas de como refutar os críticos do cristianismo.

Não tenho fé suficiente para ser ateu é uma das maiores contribuições aos escritos contemporâneos da área de apologética, o que pode ser visto pelas suas edições esgotadas no Brasil. Em suma, é um livro excelente, que tem uma linguagem o mais simples possível, em se tratando de um livro multidisciplinar, mas que exige um nível mínimo de informação e cultura, o que infelizmente não é a realidade da maioria da população. Além disso, não é um livro pequeno: é preciso disposição para lê-lo do início ao fim, e assim, poder tirar conclusões justas e firmes. Mas, para quem tem uma base intelectual, força de vontade e questionamentos difíceis sobre o cristianismo, é uma leitura que vale a pena.


Débora Silva Costa
(Resenha feita pela estudante para a disciplina de Jornalismo Impresso II do curso de Comunicação Social - Jornalismo.)

2 comentários:

  1. Esse livro é ótimo, muito bom mesmo. Tem algumas falhas de argumentos, mas mesmo assim é muito bom. :)

    Débora, tira aquela confirmação por meio de digitar a palavra que aparece: é tão chato na hora de comentar... dá preguiça! :D

    ResponderExcluir
  2. Pronto, Avelar!
    Agora não precisa mais ter preguiça! rsrs
    Abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não necessariamente refletem a opinião dos autores dos textos ou do blog. Não serão aceitos comentários anônimos, por favor, identifique-se.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...