quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Vida Solitária



Ele nasceu numa vila obscura, filho de um camponês. Cresceu em outra vila, onde trabalhou como carpinteiro até os 30 anos. Então por três anos, foi um pregador itinerante.


Ele nunca escreveu um livro. Nunca teve um escritório. Nunca constituiu família nem teve uma casa. Ele não foi para a faculdade. Nunca viveu em uma cidade grande. Nunca viajou a mais de 300 quilômetros do lugar onde nasceu. Nunca realizou as coisas que normalmente acompanham a grandeza. Ele não tinha credenciais, a não ser ele mesmo.

Tinha apenas 33 anos quando a onda da opinião pública voltou-se contra ele. Seus amigos fugiram. Um deles o negou. Foi entregue aos seus inimigos e sofreu humilhação durante o seu julgamento. Foi pregado em uma cruz entre dois ladrões. Enquanto estava morrendo, seus executores disputaram por meio de sortes suas roupas, a única coisa material que possuíra. Quando morreu, foi colocado em um túmulo emprestado, por compaixão de um amigo.

Vinte séculos se passaram, e hoje ele é a figura central para grande parte da raça humana. Sinto-me plenamente confiante quando digo que todos os exércitos que já marcharam, todos os navios que já navegaram, todos os parlamentos que já discutiram, e todos os reis que já reinaram, colocados juntos, não afetaram a vida dos homens nesta terra tanto quanto aquela vida solitária.

Sermão de James Allan Francis


(extraído do livro "Não tenho fé suficiente para ser ateu" - Norman Geisler e Frank Turek)

2 comentários:

  1. Bom ver você blogando de novo! Meu blog tambem teve um reavivamento recentemente.

    Continue continuando!

    ResponderExcluir
  2. Andrew,

    Também fico feliz por ver seu blog Caderno Teológico de volta à ativa. É um dos meus blogs favoritos!

    Estou cheia de idéias para o Fé & Razão, mas é difícil colocá-las no papel (ou no computador). Como diz o Ricardo Noblat: "Dá prazer ler um texto bem escrito, mas escrevê-lo é um suplício!"

    Abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não necessariamente refletem a opinião dos autores dos textos ou do blog. Não serão aceitos comentários anônimos, por favor, identifique-se.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...